Quatro filmes portugueses em Valladolid

Fonte: Lusa e ICA
28/09/2022
Icon artigo
A longa-metragem "Alma Viva", de Cristèle Alves Meira, e mais três curtas-metragens portuguesas foram selecionadas para o Festival de Cinema de Valladolid, que vai decorrer de no final de outubro, em Espanha.

O filme da realizadora luso-francesa Cristèle Alves Meira, "Alma Viva", está na seleção oficial do evento espanhol como candidato ao prémio de melhor realização. Esta obra, que estreou na Semana da Crítica, na última edição do Festival Cannes e que é também a candidata de Portugal à nomeação para os Óscares de 2023, por indicação da Academia Portuguesa de Cinema.


"Alma Viva", primeira longa-metragem de ficção da realizadora luso-francesa Cristèle Alves Meira estreou-se este ano na Semana da Crítica, no festival de Cannes. Foi totalmente rodado na região de Trás-os-Montes onde a realizadora tem raízes e conta a história de Salomé, uma menina de 10 anos, que regressa à aldeia natal da sua família, para passar as férias de Verão, mas, subitamente, a sua adorada avó, morre. De acordo com a sinopse da produtora portuguesa, enquanto os adultos discutem por causa do funeral, Salomé é assombrada pelo espírito da falecida que, na aldeia, era vista como uma bruxa.

No festival de Valladolid estarão ainda três curtas-metragens portuguesas que têm já feito um percurso por festivais internacionais. São eles "By Flávio", de Pedro Cabeleira, "Ice Merchants", de João Gonzalez, e "O homem do lixo", de Laura Gonçalves.

"By Flávio", que esteve em competição no Festival de Berlim, centra-se na vida de Márcia, uma mulher que ambiciona ser bem-sucedida e que, ao mesmo tempo, tenta ultrapassar as dificuldades de ser mãe solteira. Entre outros, venceu o Prémio Escolas no IndieLisboa - International Film Festival e recebeu uma menção especial no Kinemastik International Short Film Festival.


A animação "Ice Merchants", de João Gonzalez também já recebeu várias distinções em festivais internacionais como Guadalajara, no México, Cannes, Croácia, Austrália, entre outros. Esta coprodução entre Bruno Caetano, da Cola Animation, com Michael Proença, da Wild Stream (França) e a Royal College of Art, foca-se na relação de um pai e um filho que vivem no topo de um precipício e que todos os dias saltam de para-quedas, para se deslocarem à aldeia que se situa na planície abaixo, onde vendem o gelo que produzem durante a noite.


Laura Gonçalves também já viu o seu filme "O homem do lixo", ser exibido e premiado em vários festivais, o mais recente, ainda este mês, foi o prémio de Melhor Filme de Animação no Drama no Festival Internacional de Curtas-Metragens, na Grécia. "O homem do lixo" fala sobre recordações e memórias, inspiradas na história de vida do tio da realizadora, que trabalhou emigrado em França como homem do lixo.

A Semana Internacional de Cine de Valladolid tem lugar de 22 a 29 de outubro.

 

Utilização de cookies: Ao continuar a sua navegação está a consentir a utilização de cookies que possibilitam a apresentação de serviços e ofertas adaptadas aos seus interesses. Mais informações