PAULO BRANCO VENCE PRÉMIO MUNDIAL DAS ARTES LEONARDO DA VINCI

14/06/2019
O Prémio, atribuído pelo Conselho Mundial de Cultura - World Cultural Council (WCC), vem reconhecer a dedicação do produtor português com novas visões de expressões cinematográficas e o seu compromisso em cultivar uma intensa comunicação e atividade entre as diferentes áreas da Cultura, como a Literatura, as Belas-artes e a Música.
De acordo com o comunicado do Conselho Mundial de Cultura, o Prémio Leonardo da Vinci é atribuído a Paulo Branco "pelo seu prolífico e variado trabalho, desenvolvido no âmbito do cinema independente, produzindo e coproduzindo com realizadores de quatro continentes, sempre aberto a novas ideias, trilhando novos caminhos e construindo pontes  em todo o mundo, bem como pela sua dedicação em aproximar diferentes áreas da Cultura, como a Literatura, as Belas-artes e a Música.”

Fundado em 1981, o Conselho Mundial de Cultura é uma organização internacional que tem como objetivos promover mundialmente a cultura, os valores e a boa-vontade. Para tal, atribui, desde 1984, prémios em três áreas distintas: o Prémio Mundial da Ciência Albert Einstein, o Prémio Mundial da Educação José Vasconcelos e o Prémio Mundial das Artes Leonardo da Vinci.

O Prémio Leonardo da Vinci é atribuído, bienalmente, desde 1989. Paulo Branco é o primeiro português a receber esta distinção.

Este ano, além do prémio atribuído a Paulo Branco, será também entregue o Prémio Mundial da Ciência Albert Einstein, ao professor e investigador Zhong Lin Wang, numa cerimónia a decorrer em outubro, na Universidade de Tsukuba, no Japão.

Consulte o Comunicado Oficial do Conselho Mundial de Cultura - World Cultural Council (WCC).