Cinema fantástico de volta ao Rivoli

Fonte: Fantasporto
29/03/2022
A 42ª edição do Fantasporto arranca a 1 de abril com muitas antestreias nacionais e internacionais. Abre em japonês, com a exibição de “xxxHolic”, de Mica Ninagawa e fecha com uma homenagem à Ucrânia.

O Porto International Film Festival | Fantasporto 2022 escolheu para a abertura oficial a antestreia mundial de uma superprodução japonesa "xxxHolic”, que é a adaptação do manga xxxHOLiC das CLAMP, e que também está a concurso nas secções de Cinema Fantástico e Orient Express. Esta obra tem como protagonistas atores e músicos de grande popularidade na Ásia. Ainda na inauguração, passa o clássico de ficção científica "Blade Runner”, de Ridley Scott, que completa 40 anos.

Nesta edição do festival, a Ásia predomina em número de obras, mas a seleção contempla filmes de 28 países. No comunicado de imprensa a organização refere que os temas estão muito relacionados com a atualidade, ou seja, "o futuro da humanidade, a sustentabilidade, a guerra e o desvario dos poderosos, o abandono das cidades e a ocupação das zonas rurais por estranhos, a importância das redes sociais e da tecnologia em geral”.

Há nove produções portuguesas em antestreia mundial, uma longa, "Amelinda”, de Miguel Gomes, e oito curtas: "Jornada de Papel”, de Emanuel de Oliveira e Maria Ana Marques; "Fruta Tocada por Falta de Jardineiro”, de Pedro Sena Nunes; "Dilúvio”, de Eduardo Cruz; "Atrás das Portas”, de Tom Freitas, Bruno Acosta e Inês Paredes; ou "Misericórdia”, de Gonçalo Loureiro, "Skull 2: A Variation or the Wars to Come” de Luís Miranda, "Refém”, de Pedro Mira e "Meu Castelo, Minha Casa”, de José Mira, fora de competição.

Para fechar o Fantasporto, dia 9 de abril às 20.45, destaca-se uma produção ucraniana, "Everything, nothing and something else”, de Marina Kondratieva. Esta comédia dramática retrata a vida de um taxista de Kiev e das pessoas que com ele se cruzam durante uma noite.

Aceda ao programa completo.