FEST

02/08/2020 - 09/08/2020

FEST

O FEST – Festival Novos Realizadores | Novo Cinema avança com a sua 16ª edição, este ano entre 2 a 9 de Agosto.

Numa altura inequivocamente incerta para todos, o FEST esteve a trabalhar desde casa durante dois meses, analisando todas as opções para a realização do festival com as medidas de segurança reforçadas que tempos incertos exigem.

Entendemos que, agora mais que nunca, a cultura e a sociedade se aliam, trocam sinergias, movem-se juntas e equilibram-se.

Mantemo-nos fieis à nossa missão de dar a conhecer algum do melhor cinema emergente mundial. Focamo-nos no nosso Programa de Cinema, reforçando, agora mais que nunca, o nosso compromisso de mostrar algum do mais interessante novo cinema, numa altura em que os realizadores emergentes enfrentam novas dificuldades para a mostra dos seus filmes.

Para albergar o Festival, teremos a sala do Centro Multimeios de Espinho e um Cinema Drive-In instalado na cidade, com as regras de higienização, distanciamento social e segurança adequadas.

No nosso Programa de Indústria, o Training Ground, o Director’s Hub e as Industry Meetings ficam adiados para o próximo ano, uma vez que não acreditamos estarem reunidas as condições necessárias para a sua realização, sem abrir mão do ambiente extraordinário que só se consegue numa interação que se quer próxima. Em alternativa, serão organizadas, ao longo do ano e em formato online, conversas, entrevistas e debates que possam manter aberto o espaço de discussão por excelência que o FEST se orgulha de ser.

Ainda assim, a edição de 2020 mantém o FEST - Pitching Forum, em formato streaming, continuando a permitir que cineastas de todo o mundo apresentem os seus projetos a um painel de distribuidores, produtores e investidores de topo, para uma possibilidade de ganharem prémios de desenvolvimento e coprodução.

O FEST, que tem em Espinho o seu berço, arrancará com a 16ª edição na sua cidade de sempre, mas alargará o seu raio de acção ao Porto e a Lisboa. Com sessões a acontecerem, em simultâneo, nas três cidades, pretendemos reforçar o nosso compromisso com a sala, enquanto espaço para a mostra de cinema, e com os espectadores, enquanto consumidores acérrimos do mesmo.

Não descurando nunca a segurança de todos que fazem parte do Festival, estas boas novas procurarem trazer alguma normalidade a uma situação atípica.

Que em Agosto estejamos todos o mais perto que a distância permite.