URSO DE OURO PARA DIOGO COSTA AMARANTE

20/02/2017
A curta-metragem CIDADE PEQUENA, de Diogo Costa Amarante, foi premiada, na 67ª edição da Berlinale. HUMORES ARTIFICIAIS, de Gabriel Abrantes também se destacou no mesmo dia e integra a lista de curtas-metragens a concurso nos European Film Awards.

O cinema nacional ganhou com a distinção do realizador Diogo Costa Amarante. O júri entregou o Urso de Ouro a CIDADE PEQUENA, uma curta-metragem que estreou no Festival Curtas Vila do Conde, em 2016. É o segundo ano consecutivo que uma curta portuguesa conquista o prémio de melhor curta-metragem no Festival de Berlim, depois de BALADA DE UM BATRÁQUIO, de Leonor Teles, em 2016 e de RAFA, de João Salaviza, em 2012.

Neste filme, o realizador mostra a relação entre uma mãe (Mara Costa Amarante) e um filho (Frederico Costa Amarante) que descobre na escola, aos seis anos, que as pessoas morrem quando o coração deixa de bater. Essa descoberta perturba Frederico e leva-o a não conseguir dormir. Um filme com uma fotografia atenta ao detalhe, como na pintura italiana do Renascimento. Aliás, é desta forma que o júri, composto pelo artista alemão Christian Jankowski, pela curadora norte-americana Kimberly Drew e pelo programador chileno Carlos Núñez, justifica a escolha do filme cujos enquadramentos "lembram a atenção ao detalhe presente nos quadros do Renascimento italiano”.

Diogo Costa Amarante, nasceu no Porto em 1982 e formou-se em Direito. Participou na Berlinale nos anos 2009 e 2014, neste último com ROSAS BRANCAS. No discurso agradeceu à família, que com ele criou aquela obra de 19 minutos, e à equipa de curtas-metragens da Berlinale, "a mais acolhedora” que existe.

No mesmo dia, horas antes deste anúncio, a Berlinale revelou que o filme OS HUMORES ARTIFICIAIS, de Gabriel Abrantes, foi nomeado para os European Film Awards (EFA) na categoria de melhor curta europeia de 2017.  "A Berlinale é um dos festivais que nomeia um filme para esta categoria e é de um dos mais importantes prémios de cinema europeu", referiu a distribuidora Portugal Film - Agência Internacional de Cinema Português, em comunicado.

Esta distinção permite ao cineasta português entrar diretamente na corrida pelo prémio de melhor curta-metragem europeia de 2017, entregue no fim do ano, a 09 de dezembro, em Berlim, pela European Film Academy, a academia europeia de cinema.

O 67.º Festival de Cinema de Berlim começou no dia 09 e exibiu cerca de 400 filmes.