Renovação do fundo de apoio à co-produção luso-francesa

22/05/2017
O Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA) e o Centre National du Cinéma et de l’Image Animée (CNC) assinaram, em Cannes, uma convenção de renovação, por três anos, do fundo de apoio à coprodução de obras cinematográficas luso-francesas, lançado em 2014.

Este fundo tem como objetivo incentivar a coprodução de obras cinematográficas entre Portugal e a França e, desde o seu início, em 2014, apoiou já 20 longas-metragens e sete curtas-metragens, tendo várias destas obras participado em alguns dos mais importantes festivais de cinema a nível internacional. A curta-metragem CAMPO DE VÍBORAS, de Cristèle Alves Meira, foi selecionada para a Semana da Crítica, do Festival de Cannes, em 2016; COMBOIO DE SAL E AÇÚCAR, de Licínio Azevedo, participou em diversos festivais internacionais, incluindo Locarno, Amiens, Cairo (Prémio de Melhor Realizador), San Sebastian e Toronto; COLO, de Teresa Villaverde, integrou a competição do Festival de Berlin; e LOS PERROS, de Marcela Said, compete na Semana da Crítica do Festival de Cannes deste ano.

A renovação até 2019 permite a realização de curtas e longas-metragens de ficção, animação ou de documentários. O montante total do fundo é fixado em € 800.000 para 2017, divididos igualmente entre o ICA e o CNC. Os apoios serão concedidos mediante decisão de seleção por parte de uma Comissão composta por profissionais portugueses e franceses, em função, nomeadamente, da qualidade técnica e artística do projeto, bem como do seu potencial de difusão internacional.