OS FILMES INDEPENDENTES PORTUGUESES TÊM UMA NOVA SALA: A FILMIN.

19/12/2016
Depois de Espanha e México, a plataforma de vídeo on demand de cinema independente marca agora presença em Portugal.
Nascida em território espanhol há 8 anos, a Filmin é quase uma versão do "Netflix” dedicada a todos os amantes de cinema e aos que querem fazer parte de uma comunidade online de cinema e partilhar opiniões, aspirações e visões. A Filmin tem o objetivo de levar os utilizadores a viajar até aos maiores festivais de cinema do mundo sem sair de casa. A viagem é feita pelos catálogos autónomos de filmes, que para já, são 500, na língua original e legendados em português. Toda esta construção conta com o apoio de distribuidoras nacionais como a Alambique Filmes, Midas Filmes, Outsider Filmes, Films4You, Legendmain Filmes, ou Il Sorpasso; de produtoras onde se incluem O Som e a Fúria, Ukbar Filmes, Terratreme, Rosa Filmes, Fado Filmes, Filmes do Tejo II, C.R.I.M. e Ar de Filmes; e também de festivais como o Queer Lisboa, Monstra e 8 ½ Festa do Cinema Italiano.

Em português, de momento, estão disponíveis, entre outras obras, "Cartas da Guerra”, de Ivo M. Ferreira, "É na Terra Não é na Lua”, de Gonçalo Tocha, Alentejo, "Alentejo”, de Sérgio Tréfaut, "João Bénard da Costa: Outros Amarão as Coisas que Eu Amei”, de Manuel Mozos e alguns filmes de Miguel Gomes. Poderá vê-los a partir do computador, tablet, smartphone e, brevemente, também nas smartTV, sem subscrição obrigatória. 

Até ao fim de 2016, quem subscrever um mês (€6,95) recebe outro gratuito. No entanto, quem preferir não pagar um mês inteiro do serviço, poderá também alugar os filmes à unidade (€1,95 a €3,95), durante 72 horas. Estes pagamentos poderão ser feitos com cartão de crédito ou PayPal.