ONDE FOI A MINHA SORTE VENCE FESTIVAL CÓRTEX

21/02/2017
O realizador Pedro Gonçalves foi o vencedor da competição nacional desta 7ªa edição do Córtex - Festival de Curtas Metragens de Sintra. O Prémio do Público foi atribuído a CAMPO DE VÍBORAS, de Cristèle Alves Meira.

O Prémio do Júri distinguiu na Competição Nacional ONDE FOI A MINHA SORTE, de Pedro Gonçalves. Na Competição Internacional o vencedor foi NACH DEM SPIEL (After Play), de Aline Chukwuedo e a Menção Honrosa foi para THE CHICKEN OF WUZUH, de Sungbin Byun.

Pela primeira vez numa edição do Córtex, o Público também votou no melhor filme. Desta feita, CAMPO DE VÍBORAS, de Cristèle Alves Meira venceu o Prémio Público. Por fim houve ainda a entrega do Prémio Mini-Córtex para TRUE COLORS, de Nicole Morconiec.

Na Competição Nacional, o festival recebeu 16 filmes já exibidos – e alguns até premiados – em festivais internacionais, como BALADA DE UM BATRÁQUIO, de Leonor Teles, ASCENSÃO, de Pedro Peralta, e PEDRO, de André Santos e Marco Leão. A Competição Internacional acolheu filmes provenientes do Irão, Polónia, Alemanha, França, Suíça, Canadá, Irlanda, Grécia, Bélgica, Coreia do Sul, Rússia e Estados Unidos. Já na categoria Mini-Córtex, realizado em parceria com o MONSTRA — Festival de Animação de Lisboa, recebeu 10 curtas que foram "sujeitas à votação do público mais novo”.

O júri do CÓRTEX foi composto pelas atrizes Leonor Silveira e Anabela Moreira, pela diretora do DocLisboa, Cíntia Gil, pela realizadora Cláudia Varejão e pelo diretor de fotografia Vasco Viana.

Este ano a secção Hemisfério do festival foi programada pelo London Short Film Festival.