Nove obras ou coproduções portuguesas em Roterdão

04/01/2018
Um total de nove filmes com produção ou coprodução nacional vão integrar a programação do Festival Internacional de Cinema de Roterdão, Holanda, que decorre de 24 de janeiro a 4 de fevereiro. MIRAGEM MEUS PUTOS, de Diogo Baldaia, foi selecionado para a competição de curtas-metragens Ammodo Tiger.

Três curtas-metragens e seis longas-metragens portuguesas ou com coprodução nacional vão participar na 47.ª edição do Festival Internacional de Cinema de Roterdão.

MIRAGEM MEUS PUTOS, de Diogo Baldaia, que terá a sua estreia internacional no Festival, compete na seção de curtas Ammodo Tiger. A curta-metragen SUNSTONE, de Louis Henderson e Filipa César, em estreia mundial, integra a secção Bright Future Short, e TUDO O QUE IMAGINO, de Leonor Noivo, em estreia internacional, será apresentada em Voices Short.

Da lista de mais de cem longas-metragens a serem apresentadas no Festival, fazem parte os portugueses TEMPO COMUM, de Susana Nobre (em estreia mundial), FÁTIMA, de João Canijo (em estreia internacional), A FÁBRICA DE NADA, de Pedro Pinho, e as coproduções nacionais O CAPITÃO, de Robert Schwentke, MILLA, de Valérie Massadian, e ZAMA, de Lucrecia Martel.

Conheça a lista completa de curtas e longas-metragens que participam no Festival.