LA CHUTE vence Curtas Vila do Conde

23/07/2018
A animação francesa LA CHUTE, de Boris Labbé, venceu o Grande Prémio DCN Beers da Competição Internacional da 26.ª edição do Curtas Vila do Conde – Festival Internacional de Cinema, que decorreu de 14 a 22 de julho.
Ainda na Competição Internacional, MADNESS, de João Viana, recebeu o prémio de Melhor Documentário, RAYMONDE OU L’ÉVASION VERTICALE, de Sarah van den Boom, foi o vencedor do prémio para Melhor Animação, FRY DAY, de Laura Moss, venceu o prémio de Melhor Ficção, e CE MAGNIFIQUE GÂTEAU!, de Emma de Swaef e Marc James Roels, arrecadou o Prémio do Público.

Na Competição Nacional, ONDE O VERÃO VAI (EPISÓDIOS DA JUVENTUDE), de David Pinheiro Vicente, venceu o Prémio Pixel Bunker e Melhor Filme, considerado pelo júri "um trabalho requintado que combina o cinemático com belos quadros pictóricos”.

AQUAPARQUE, de Ana Moreira, venceu o Prémio de Melhor Curta-Metragem Europeia, ficando, assim, nomeado para os European Film Awards da European Film Academy. A realizadora foi ainda distinguida com o Prémio Kino Sound Studio para Melhor Realizador Português.

ENTRE SOMBRAS, filme de animação de Alice Eça Guimarães e Mónica Santos, recebeu o Prémio do Público SPA, destinado ao filme português com melhor média de votação atribuída pelo público.

Na Competição Take One!, dedicada a filmes de escola, AMOR, AVENIDAS NOVAS, de Duarte Coimbra, venceu o Prémio IPDJ, o Prémio Smiling, o Prémio Agência da Curta Metragem e o Prémio Restart. A dupla André Puertas e Ana Oliveira conquistou o Prémio Blit para Melhor Realização pela curta-metragem A VER O MAR. Na primeira edição da Competição Take One! Europeu, com várias escolas europeias a concurso, a curta-metragem polaca THEIR VOICES, de Eri Mizutani, arrecadou o prémio para melhor filme.

João Pombeiro venceu a Competição de Vídeos Musicais com BACK TO NATURE, da banda Nightmares On Wax.