FESTIVAL FILMES DO HOMEM REGRESSA A MELGAÇO

25/07/2016
A terceira edição do Festival Internacional de Documentário acontece de 2 a 7 de agosto, no Alto Minho.

De 2 a 7 de agosto, Melgaço acolhe mais uma edição do Filmes do Homem — Festival Internacional de Documentário, um evento dedicado a curtas e longas-metragens documentais sobre os temas identidade, memória e fronteira.
O destaque desta edição vai para a seleção de 27 longas-metragens, médias e curtas-metragens documentais, nacionais e internacionais, em competição para o prémio Jean Loup Passek.

Portugal está representado com 9 nomeados. Na categoria de médias e curtas-metragens, estarão a concurso os documentários "Hoje não é ontem” de José Costa Barbosa, "Atopia” de Luís Azevedo e Alexandre Marinho, "Espaço Público” de Lucas Manarte e "As casas não morrem” de Inês Fonseca Santos e Pedro Macedo.
Em competição, estarão também 5 longas-metragens nacionais: "Le choix impossible” de Patrick Séraudie, "Toca do lobo” de Catarina Mourão, "Uma rapariga da sua idade” de Márcio Laranjeira, "Amateur” de Olga Ramos e "Irmãos” de Pedro Magano.

Além da projeção de documentários, o festival integra também exposições fotográficas, um workshop de cinema para jovens e o Curso Fora de Campo, um seminário de Verão, este ano em torno do tema Identidade(s) - diferença e repetição.

Melgaço vai acolher ainda uma residência cinematográfica e fotográfica, que resulta na produção de documentários sobre a região.
O Filmes do Homem é organizado pela Câmara Municipal de Melgaço e pela Associação AO NORTE, e pretende promover e divulgar o cinema etnográfico e social e contribuir para um arquivo audiovisual sobre a região.