TOBIS, ONDE NASCEU O 1º FILME SONORO COM PRODUÇÃO PORTUGUESA

25/03/2017

HISTÓRIA DA TOBIS

A Tobis Portuguesa conta com 85 anos de história e detém um papel incontornável na História do Cinema Português e da indústria cinematográfica nacional. A sua história começa em Agosto de 1930, quando o Inspector dos Espectáculos convoca profissionais do Cinema e jornalistas para elegerem os seus representantes e formarem uma comissão encarregada de estudar as condições da criação de uma indústria cinematográfica, em Portugal.  

Esta comissão surge em 1931e sugere a construção de um estúdio para a realização de filmes portugueses, com artistas nacionais. Em maio de 1932 são concluídas as negociações com a Tobis Klangfilm e, a 3 de Junho do mesmo ano, é constituída a Companhia Portuguesa de Filmes Sonoros Tobis Klangfilm.

OS PRIMEIROS PASSOS

Com todas as condições técnicas reunidas, Portugal passa a ter capacidade para produzir filmes sonoros. Dá-se início à produção de A CANÇÃO DE LISBOA, que fica marcado na história do Cinema Nacional como o 1º trabalho da Tobis Portuguesa e o 1º filme sonoro português, realizado no país. Depois desta estreia nascem outro filmes: AS PUPILAS DO SENHOR REITOR (1935), O PAI TIRANO (1941), O PÁTIO DAS CANTIGAS (1942), O COSTA DO CASTELO (1943), O GRANDE ELIAS(1943), A MENINA DA RÁDIO(1944), e O LEÃO DA ESTRELA (1947).

ATÉ DIA 2 DE ABRIL ACOLHE O LISBONWEEK

Nos próximos dias, este espaço acolhe o ciclo de cinema desta edição do LisboWeek que decorre até ao dia 2 de abril. Esta é uma oportunidade única que alia a exibição de filmes portugueses — curtas e longas metragens — como um local que conta com uma história tão rica do cinema português.

Consulte a programação deste ciclo que começou a 25 de março.