MONSTRA ANIMA LISBOA PELA DÉCIMA QUINTA VEZ

05/02/2016
A MONSTRA | Festival de Animação de Lisboa regressa à capital portuguesa entre 3 e 13 de março.
A programação da 15.ª edição do festival prevê a exibição de mais de 500 filmes, oriundos de 69 países de todos os continentes, entre os quais constam 50 produções portuguesas.
 

O PRÉMIO VASCO GRANJA SPA

O certame dedicado ao cinema de animação divide-se em seis secções competitivas, entre as quais o Prémio Vasco Granja SPA, uma corrida integrada exclusivamente por produções lusas. Na edição de 2016 o prémio é disputado por uma dezena de produções – todas curtas metragens –, das quais se destaca Estilhaços, de José Miguel Ruivo Ribeiro, que terá a sua ante estreia na MONSTRA.
O candidato mais original será o génerico do filme Capitão Falcão, criado pelo coletivo We Are Plastic Too. Acompanham-no Campo à Beira-mar, de André Ruivo, Loopi Gugo, de João Pedro Sousa, Patchwork, de José Pedro Rodrigues, Senhor Jaime, de Cláudio Sá, Vigil, de Rita Cruchinho Neves, e Nossa Senhora da Apresentação, de Abi Feijó, Alice Guimarães, Laura Gonçalves e Daniela Duarte.
O rol de pretendentes ao Prémio inclui ainda Pronto, Era Assim, de Joana Nogueira e Patrícia Rodrigues, e Amélia & Duarte, de Alice Guimarães e Mónica Santos, ambos selecionados para a competição nacional do Córtex – Festival de Curtas Metragens de Sintra, que decorre duas semanas antes.


MAIS ANIMAÇÃO LUSA EM COMPETIÇÃO

Também na secção competitiva Curtíssimas, para a qual foram selecionados filmes que não excedem os 3 minutos de duração, há três candidatos com raízes portuguesas. São eles o luso-suíço FRRT FRTT FRT FRRTT, de Aude Barrio e Barbara Meuli, Galope, de Raquel Felgueiras, e novamente o génerico de Capitão Falcão.
Já na competição geral de Curtas voltamos a encontrar a história de rutura amorosa Amélia & Duarte e a história de rutura pessoal Vigil. Acompanham-nas nessa repetição Estilhaços, Nossa Senhora da Apresentação, e Campo à Beira-mar, um relato acerca dos estranhos invasores que todos os verões "dão à costa” nas praias próximas do meio rural.
As restantes três secções competitivas da MONSTRA dividem-se entre Longas, Estudantes e Pais e Filhos – Curtas. Também nesta secção "familiar” se encontra um "representante nacional”: Especialidade da Casa, de Margarida Madeira.
Já na categoria Estudantes destacam-se: Um Dia de Chuva, uma produção com rosto lisboeta assinada por Ágnes Györf; a história do pastor Moço, filmada por Linea Lindergran em Meada; Entrudo, por Rita Gato, e Lingo, uma história acerca da suposta felicidade proporcionada pelas redes sociais assinada por Vicente Nirõ.





UMA QUADRA DE ANTESTREIAS

A par do já mencionado Estilhaços, um filme "sobre a forma como a Guerra se instala no corpo das pessoas que a vivem olhos nos olhos”, há três outros filmes com ante estreia nacional marcada para a 15.ª MONSTRA.
São eles Snowtime e Minuscule: The Valley of the Lost Ants, na secção de Pais e Filhos, e O Profeta, realizado por uma equipa encabeçada por Roger Allers (O Rei Leão) e enquadrado  na competição de longas-metragens. Baseado no romance homónimo de Khalil Gibran, O Profeta será representado na MONSTRA por outro dos seus realizadores, Bill Plympton, que apresentará também o making of da sua próxima longa-metragem e duas novas curtas.




PAÍSES DA EX-JUGOSLÁVIA HOMENAGEADOS

Bósnia, Croácia, Eslovénia e Sérvia são os países homenageados pela MONSTRA 2016, que lhes dedica várias retrospetivas. Fernando Galrito, diretor artístico do festival, explica em comunicado que, a par destes visionamentos, serão celebrados "o cinema dos grandes da animação da ex-Jugoslávia, como Bordo (Borivoj Dovnikovic Bordo)” e "os 75 anos da Zagreb Film, uma das produtoras mais importantes do cinema europeu”.
Também a produção nacional será festejada, já que em 2016 tanto a Animais como a Animanostra comemoram 25 anos – curiosamente a idade da independência de dois dos países homenageados: Croácia e Eslovénia. A história das duas casas produtoras de animação será revisitada através de filmes, exposições e um concerto.
A MONSTRA | Festival de Animação de Lisboa decorre em várias salas de Lisboa, entre as quais as dos emblemáticos cinemas São Jorge e Ideal.

Galeria Multimédia